segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

O PROTETOR



__Confessou-me um amigo que prefere não se identificar neste artigo, um impressionante relato sobre um tema que depois de analisado pelos leitores, certamente lhes parecerá loucura de uma pessoa desequilibrada. Mas, conhecedor de longa data desta pessoa, posso garantir que o relato é verdadeiro e tal pessoa é centrada nos mais rígidos princípios do relacionamento humano. Em particular e um tanto cerimonioso contou-me que o fato começou a acontecer de mais ou menos dez anos para cá, e sempre se dava quando porventura ele se encontrasse em perigo ou na eminência de se expor a acontecimentos que poderiam lhe prejudicar. Na época quando tais fenômenos começaram a acontecer ele trabalhava numa grande empresa como guarda de portaria, juntamente com mais cinco colegas. O seu trabalho era em regime de rotatividade. Em certos períodos do mês ele prestava serviços a noite e então tinha que sair de casa em altas horas para se dirigir à empresa. Numa certa vêz quando ao tomar uma rua bem deserta se deparou com um homem de revolver em punho roubando uma vítima, e sem querer ele viu o rosto do assaltante que ao perceber se virou para ele que passava de bicicleta. Ele abaixou a cabeça e pedalou desenfreadamente e confessou que esperou o tiro nas costas, mas, talvez protegido por alguma força o fato não aconteceu. Quando dobrou a esquina ficando longe do perigo se viu aliviado por não ter sido atingido pelo bandido. Chegando à empresa orou baixinho no vestiário agradecendo à DEUS. Aquela cena da vítima subjugada naquela rua deserta marcou sua lembrança para sempre e na noite do dia seguinte quando dormia sossegadamente foi acordado por sua esposa tendo convulsões e se debatendo na cama. Assustado tentou acordá-la pois pensou que ela estivesse tendo um pesadelo ou mesmo passando mal, mas estranhamente logo ela se aquietou começando a lhe falar num diferente tom de voz, quase que ininteligível. Dizia a voz para ele não ter medo, que era um enviado de Deus e estava ali para lhe proteger, a ele e a sua família . Sem saber o que fazer e suando frio ficou a ouvir as mensagens que aquela voz dizia através de sua esposa.


_Fique calmo filho, eu sou um enviado de Deus! 
_Estou aqui para lhe proteger, como o fiz ontem naquela rua deserta! 

No dia seguinte deveria ele voltar a escala noturna novamente, e então ouviu o seguinte pedido da voz. 

_Amanhã não passe por tal lugar, eu estarei a lhe proteger, mas deves seguir o que te digo! 

Estranhamente ele se sentiu bem com aquelas palavras mesmo naquela situação que ele nunca tinha imaginado. Era a sua esposa que lhe falava mas com a voz de um estranho. Contou ele que inquiriu a tal voz perguntando quem era, e novamente a voz tornou a lhe falar que era o seu protetor, uma espécie de anjo da guarda e que vinha de uma dimensão para a qual todos nós um dia iremos e lá teremos missões semelhantes aquela. Insistiu em saber seu nome mas afirmou a voz que não tinham permissão para dizer, que ele somente saberia depois que passasse para o lado de lá, ou seja quando falecesse e seu espírito ascendesse. Estranhamente aconselhou a voz sobre seus filhos, de como deveria levá-los a igreja e torná-los adoradores de Deus. Repreendeu-o sobre o vício do cigarro e aconselhou que deveria largar tal hábito, e insistentemente frisou que deveria diariamente ao deitar-se e levantar rezar três Pai Nossos e três Ave-Marias. Assim aconteceu nesse primeiro contato, confessou – me o amigo que não conseguiu dormir o resto da noite. Sentia um misto de medo mas ao mesmo tempo uma incrível felicidade varria-lhe o coração; não acreditava que falara com um enviado de Deus? Após esse primeiro contato, a voz afirmou que deveria ir pois seu tempo ali terminara. Salientou que quando sentisse que houvesse necessidade ele retornaria, mas somente em caso de extrema precisão. Na escuridão do quarto percebeu que novamente o corpo de sua esposa tremeu convulsivamente e se aquietou retornando a verdadeira voz de sua esposa. Esta reclamou de dores no corpo mas acordou como se estivesse saído de um profundo sono sem nada perceber do que tinha ocorrido. Esta teria sido a primeira vez que tivera esse contato. Ao mesmo tempo que se sentia feliz era invadido por terríveis dúvidas que o levava a pensar se realmente aquela visita seria de um anjo enviado por Deus, tinha dúvidas, talvez por não se achar merecedor de tão importante privilégio. No segundo contato, que se deu, o enviado de Deus fez-lhe importantes revelações; falou de seus amigos que já tinham partido e de sua mãe, frisando que esta se encontrava muito triste pelo rumo que tomava o casamento do filho mais velho. Aconselhou que pedisse a ele para parar com os xingamentos, isso o estava atrapalhando demais. Falou sobre o caçula que corria risco de se envolver com drogas e mais uma vez pediu para ir sempre à casa de Deus, levando sempre os filhos. Tomando coragem mais uma vez meu amigo perguntou como era o lado de lá, ao que o enviado respondeu não poder nada revelar pois não tinha permissão para falar sobre o assunto, e que em muitas coisas na terra, eles, anjos protetores não tinham o livre árbitro de se envolverem. Sómente o faziam quando recomendado e ordenado por um ser maior. No contato mais recente que se deu em 06/01/2012, o enviado revelou uma pergunta que não respondera nas vezes anteriores, ao ser inquirido sobre seu sexo disse ser homem e não mulher como pensava meu amigo, mas quanto ao seu nome nada falou, simplesmente era um protetor. Explicou que tinha a missão de proteger três pessoas na terra, e que, o meu amigo confessor, era uma delas. 

CONCLUSÃO 

Nas escrituras sagradas está escrito que no fim dos tempos a população da terra passaria por inúmeras provações, guerras intermináveis, catástrofes climáticas, além de assistirmos fenômenos espirituais fantásticos acontecerem. Tudo isso traduzido seria o apocalipse, o fim dos mundos, e isso seria o prenúncio de reformas grandiosas no planeta. 

Imagem copiada do site icommercepage (wordpress)
E quando acontecer veremos anjos descendo dos céus tocando trombetas e arrebanhando todas as pessoas de bem. Os maus sucumbirão em lavas ferventes brotando da terra. Agora explicar o tal fenômeno que vive o meu amigo fica um tanto difícil. Seria realmente aquela voz que se apossa de sua esposa a voz de um anjo enviado de Deus?! ou estaria ele e sua companheira sendo vítimas de uma maquiavélica possessão espiritual? 

O meu amigo não acredita em tal possibilidade, pois já faz dez anos que tal fenômeno acontece e todas as vezes tem o anjo bons conselhos e propostas para ele. É como o próprio enviado disse:

_Sómente conhecerás as coisas daqui, quando para aqui vieres!